Ciranda da Bailarina

julho 30, 2011

Open your mind

Filed under: Sem-categoria — Tatiana Rezende @ 8:39 PM

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI147819-10521,00.html

Filhos de lésbicas não têm problemas de desenvolvimento

Ao contrário do que muitos pensam, ter pais homossexuais não prejudica o desenvolvimento das crianças. Pelo contrário, uma pesquisa norte-americana revela que os filhos de lésbicas podem até se desenvolver melhor que os de casais heterossexuais.

Ao todo, 84 famílias americanas, compostas por casais de lésbicas, foram acompanhadas por mais de 17 anos. Todas as mulheres concordaram em responder questionários que seriam enviados periodicamente pelos pesquisadores. As questões abordavam o desempenho escolar e as habilidades sociais das crianças. Ao longo dos anos, os cientistas constataram que elas tinham mais confiança, autoestima, melhor desempenho escolar e eram menos agressivas do que algumas crianças filhos de heterossexuais.

As crianças, assim como as mães, também responderam aos questionários. Foram duas etapas, a primeira aos 10 anos de idade e outra aos 17. As perguntas eram relacionadas à vida social, comportamento, sentimentos, ansiedade e depressão. Com isso, os pesquisadores descobriram que 41% das crianças já tinham sofrido discriminação e enfrentado provocações por serem criadas por pais do mesmo sexo. “Os possíveis problemas a serem encontrados por filhos de pais homossexuais têm a ver com a ignorância e o preconceito social”, afirma o psicólogo Klecius Borges. Aos 10 anos elas apresentavam mais sinais de estresse psicológico do que os filhos de heterossexuais. Mas aos 17 os sentimentos ruins já não faziam mais parte da vida dos adolescentes.

A participação ativa das mães homossexuais é apontada pelos pesquisadores como uma possível causa para o melhor desempenho das crianças. Eles afirmam que lésbicas estimulam seus filhos a lidar com o preconceito e a diversidade. Além de abordar com mais naturalidade temas como sexualidade e tolerância. “Essas mães devem educar seus filhos a partir de uma visão positiva e afirmativa sobre os diferentes modelos familiares e prepará-los para lidar com o preconceito”, diz Borges.

Essa é a primeira pesquisa realizada exclusivamente com casais de lésbicas que constituíram uma família por meio da inseminação artificial. Até então, os estudos nesse sentido eram feitos com crianças criadas por casais gays, mas geradas em diferentes circunstâncias: relações heterossexuais, adoção e também inseminação. Esses estudos anteriores não apontavam diferenças significativas entre os filhos de heterossexuais e homossexuais.

julho 28, 2011

Filed under: Sem-categoria — Tatiana Rezende @ 8:36 PM

“Bem maior do que os mares mais profundos
Bem maior do que os campos que eu vi
Bem maior que o teatro das estrelas
É meu amor por ti
Com a força infinita das rochas
Bem mais luz que o sol põe no rubi
Muito mais do que os verdes das matas
É meu amor por ti
Assim como no inverno
E o sol quente do verão
Eu vou ser a primavera
Do teu coração
Foi assim que escrevemos nossa história
É o livro mais lindo que eu li
Uma flor azul que me traga na memória
O meu amor por ti
O meu amor por ti”

Bem Maior – Roupa Nova.
Para ela.

julho 6, 2011

Filed under: Sem-categoria — Tatiana Rezende @ 7:52 PM

2 dias pras minhas férias. Acho que nunca esperei tanto por uma 🙂

julho 1, 2011

Filed under: Sem-categoria — Tatiana Rezende @ 8:48 PM

“All my bags are packed, I’m ready to go,
I’m standing here outside the door
I hate to wake you up to say goodbye.
But the dawn is breakin’, it’s early morn’,
The Taxi’s waitin’, he’s blown his horn.
Already I’m so lonesome I could die.

So kiss me and smile for me,
Tell me that you’ll wait for me,
Hold me like you never let me go.
‘Cause I’m leaving on a jet plane,
Don’t know when I’ll be back again.
Oh babe, I hate to go.

There’s so many times I’ve let you down,
So many times I’ve played around,
I tell you now they don’t mean a thing.
Ev’ry place I go I’ll think of you
Ev’ry song I sing I’ll sing for you.
When I come back I’ll bring your wedding ring.

So kiss me and smile for me,
Tell me that you’ll wait for me,
Hold me like you never let me go.
‘Cause I’m leaving on a jet plane,
Don’t know when I’ll be back again.
Oh babe, I hate to go.

Now the time has come to leave you,
One more time let me kiss you,
Then close your eyes, I’ll be on my way.
Dream about the days to come,
When I won’t have to leave alone,
About the times I won’t have to say:

So kiss me and smile for me,
Tell me that you’ll wait for me,
Hold me like you never let me go.
‘Cause I’m leaving on a jet plane,
Don’t know when I’ll be back again.
Oh babe, I hate to go…”

Leaving on a jet plane – John Denver 

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.